Os primeiros efeitos do RGPD

RGPD e dados pessoais

O RGPD (Regulamento Geral de Proteção de Dados) entrou em vigor no ano pasado (2018). O principal objetivo deste novo regulamento era devolver aos consumidores o uso de seus dados pessoais pelos profissionais de marketing. Se falou muito sobre o RGPD e preocupou o setor digital, mais sua entrada em vigor não parou o marketing como o conhecemos hoje.

Dito isso, muitos anunciantes tiveram que mudar suas práticas para entrar na lei e alguns consumidores também mudaram seu comportamento. Aqui estamos interessados ​​no comportamento do B2B, porque embora menos preocupados com o RGPD, eles também mudaram de atitude. 

Isso é claramente mostrado na informação produzida pelo CMIT e Markess. Em relação ao envio por e-mail, observamos que 39% dos participantes têm listas de e-mails não assinados e 34% relutam em compartilhar seus dados pessoais com anunciantes.

Então qual é o efeito do RGPD? Lassitude não intencional ou muito frequente em quanto aos E-mails? Falta de confiança nos anunciantes? Achamos que você encontrará em seus contatos um pouco disso tudo. Além disso, 29% dos entrevistados dizem que estão enviando SPAM ao remetente. Este fato ainda é muito significativo em comparação com o interesse do e-mail recebido. No final do reporte, ações corretivas são propostas, bem como algumas idéias para mudar essa tendência.

Entre as recomendações, temos:

  1. Melhorar a qualidade das listas de contatos utilizadas 
  2. Comunicar de forma mais transparente a finalidade para a qual os contatos são usados
  3. Garantir que a autorização para entrar em contato com pessoas/empresas tenha sido concedida para as listas de contatos
  4. Garantir a segurança das informações das pessoas que passam a fazer parte das listas de contatos
  5. Fortalecer o processo de contato com o cliente
  6. Criar um relacionamento mais humano e empatia com os clientes
Os comentários estão fechados

USE A SOLUÇÃO SUÍÇA NÚMERO 1 DE EMAILING NA NUVEM PARA PMES, MAILPRO!

Mailpro